dezembro laranja

Dezembro laranja: conheça essa campanha e sua importância

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o câncer de pele representa 33% do número de diagnósticos da doença no Brasil. Cerca de 180 mil novos casos surgem todos os anos.

Por que surgiu a campanha?

Um câncer que atinge tantas pessoas no país precisa ser abordado. Infelizmente existem muitas dúvidas sobre ele; como surge, como se manifesta e qual o tratamento. São tópicos que merecem ser considerados, uma vez que o esclarecimento pode ajudar a diminuir o número alarmante de casos e de mortes resultantes desse mal.

Significado do dezembro laranja

O mês de dezembro foi escolhido por ser o símbolo do verão brasileiro e a cor laranja está justamente relacionada ao bronzeado característico da estação.

A campanha surgiu em 2014, com o objetivo de sempre lembrar a importância da prevenção do câncer de pele. Os adeptos do movimento espalham a cor laranja em prédios e monumentos e incentivam a adesão do público, visando à conscientização geral.

Intuito e importância da campanha

O presidente da SBD, José Antonio Sanches, falou sobre a campanha. Afirmou que o objetivo maior é conscientizar, principalmente os brasileiros que trabalham expostos ao sol, dos riscos do câncer de pele e como é importante se prevenir.

A recomendação da SBD é que os trabalhadores que se expõem ao sol em períodos prolongados estejam munidos de equipamentos e recursos de proteção individual. Incluem-se chapéus de abas largas, roupas que cubram a maior parte possível do corpo e protetor solar FPS 30.

A quem não se expõe por longos períodos, é preciso lembrar a importância de evitar o horário em que há maior risco de insolação, que é das 10 às 16h.

O uso de protetor é imprescindível. Ele previne o câncer de pele por filtrar os raios UV causadores da doença, bem como do envelhecimento precoce da pele e queimaduras solares.

Além de alertar sobre a prevenção, a campanha também foca na informação dos sinais e sintomas do câncer de pele, visando o tratamento precoce, que tem mais chances de cura.

O tipo mais comum da doença é o não melanoma, denominado carcinoma basocelular, que se manifesta com uma pápula vermelha, brilhosa, com certa crosta ao centro, que sangra facilmente.

O espinocelular, também tem cor avermelhada e aparece como ferida que não cicatriza. Pode também parecer uma verruga, por isso a lesão precisa ser averiguada por um médico.

O melanoma é menos frequente, porém, com mais risco de morte. Ele se assemelha a uma pinta ou mancha de tom marrom, castanho ou negro, que pode parecer inofensiva. Esse “sinal” vai mudando a cor, a forma e também o tamanho.

A campanha dezembro laranja é muito importante, pois é um alerta para a prevenção e estimular a busca de ajuda médica para verificar qualquer suspeita.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp