vacina da gripe

Vacina da gripe: quem pode tomar?

Sempre que o Ministério da Saúde anuncia uma campanha nacional de vacinação contra a gripe, surge uma questão que confunde muita gente. Quem, afinal, pode tomar a vacina? Esclarecer essa dúvida.
De modo geral, todas as pessoas que não desenvolveram alergia a uma dose anterior da vacina devem e podem tomar o imunizante. Não há contraindicações para aqueles que passaram por cirurgia recente ou tomaram uma outra vacina.

Grávidas, crianças e idosos

As crianças com idade a partir de seis meses não escapam das recomendações de prevenção à gripe. Eles fazem parte, inclusive, do público-alvo definido pela pasta, por isso, recebem as doses gratuitamente na rede pública de saúde. O mesmo ocorre com as grávidas e as puérpera – mulheres que deram à luz há menos de 45 dias – e com os idosos.

Renovação de dose da vacina da gripe

Devido às mutações do vírus da Influenza, é preciso renovar a dose anualmente. À medida que as mudanças ocorrem e elas são atestadas pela comunidade científica, pesquisadores/laboratórios atualizam a composição da vacina oferecida para população.

O vírus

O vírus Influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Juntos, esses aspectos formam o material genético do agente infeccioso.

Quanto ao tipo, são A e B, que infectam seres humanos. O tipo C, até então, não é incluído em vacina, uma vez que é detectado com muito menos frequência e causa infecções leves, com implicações menos significativas de saúde pública.

As siglas como H3N2 e H1N1 referem-se aos subtipos do Influenza A: H significa hemaglutinina e N, neuraminidase, ambas proteínas encontradas na superfície do vírus.

Os números dizem respeito à apresentação dessa proteína, com uma haste mais longa ou mais curta, por exemplo. Essas características só podem ser vistas no microscópio, numa imagem demasiadamente ampliada.

O vírus tipo B é dividido em duas linhagens (grupos principais) que passaram a circular simultaneamente nos últimos anos.

A vacina faz mal?

Essa informação não procede e, por amor à sua saúde, não deixe de se vacinar e de levar seus filhos para também receberem a imunização. Gripe mata. Em idosos, por exemplo, a doença pode levar à insuficiência respiratória. De igual modo, complicações podem acontecer com gestantes.

Em 2018, muitas notícias falsas afirmando que a vacina causaria a gripe em si foram amplamente espalhadas. Elas não procedem. Reações pequenas são esperadas, mas são deflagradas pelo próprio sistema imunológico e não causam problemas.

Como cuidados complementares à vacina da gripe, recomenda-se lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar locais com aglomeração de pessoas.

Quer saber mais? Clique no banner!

Powered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp